Programa Saúde da Família

14-01-2009
Programa Saúde da Família
No dia 10 de janeiro, o DC publicou um artigo

No dia 10 de janeiro, o DC publicou um artigo do presidente da Sociedade Brasileira de Clinica Médica, Antonio Carlos Lopes (conhecido no meio médico como ACL). Alguns equívocos precisam ser esclarecidos.

O Programa Saúde da Família (PSF) deixou de ser um programa, embora tenha mantido este consagrado rótulo, em 1998, quando Adib Jatene elevou-o à condição de estratégia de Estado. Tem sido elogiado mundialmente e é, segundo a Organização Mundial da Saúde, um exemplo a ser seguido. Diversos estudos demonstram que o PSF tem contribuído para a diminuição da mortalidade infantil e para o controle de epidemias como a dengue.

Ao contrário do que afirma ACL, não são 40 mil mas sim 29.300 equipes cobrindo 49,51% da população. Além disso, o PSF não está na mão dos “não médicos”, como diz aquele texto, mas sim de equipes compostas por médico de família e comunidade, enfermeiro, técnico de enfermagem e agente comunitário de saúde. Este modelo é utilizado com sucesso em países como Portugal, Espanha, Inglaterra e Canadá.

Santa Catarina é o Estado do Sul com melhor cobertura (67,44%). Florianópolis foi selecionada recentemente pela Fiocruz como uma das quatro melhores capitais e é a única que tem exigido o título de medicina de família e comunidade aos médicos que se candidatam a trabalhar no PSF.

Quem está no dia-a-dia dos postos de saúde sabe das qualidades e desafios da estratégia. A deficiência não é o atendimento precário, mas sim a grande demanda da população por serviços de qualidade, como o oferecido pela maioria das equipes do PSF. Ao invés de críticas pouco fundamentadas, algumas lideranças médicas deveriam conhecer antes a realidade das unidades de saúde e da própria população.

Por Gustavo Gusso e Enaiani Silveira, Médico de Família do PSF e presidente da Sociedade Brasileira de Medicina de Família; médica de Família do PSF/ Lages e presidente da Associação Catarinense de Medicina de Família

Link

Créditos:

Jornal Diário Catarinense, 14/01/2009

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s